quinta-feira, 9 de junho de 2011

Aniversário de 15 anos de Maria Eugênia do Amaral - 28-05-11









Foi uma mega festa a comemoração dos 15 anos da graciosa Maria Eugenia, filha da charmosa Maika e do senador do povo Delcídio do Amaral, realizada na casa Cor no Itanhangá Par, dia 28 passado. A festa teve um toque holywoodiano com  atores incorporados nos personagens Charles Chaplin e Marilyn Monroe para acompanhar  os convidados pelo tapete vermelho e uma decoração digna de festas do Oscar  com imensos lustres de cristal pendurados pelo salão, lindíssima pista de dança com djs que animaram os 650 convidados até o amanhecer. A aniversariante recebeu a todos como manda o figurino assessorada pelos pais corujas e pela irmã Duda. Parabéns a Maika do Amaral que idealizou a festa sem deixar escapar um mínimo detalhe  e felicidades á debutante que dançou a valsa acompanhada de suas 20 melhores amigas.Delicie-se com as fotos.

4 comentários:

  1. Nojentos,td cm o dindim do povo. Canalhas!!!

    ResponderExcluir
  2. Haverá de se lamentar que no Brasil estas coisas ainda acontecem. Não se torna fato hipócrita esta minha crítica, porém ressalto que cada cidadão brasileiro possa fazer festas do jeito que quiser, mas com dinheiro limpo e honesto dos seus ganhos merecidos por trabalho digno. Se hoje com um salário de senador se possa bancar este espetáculo, já se passa do tempo de uma revisão dos salários pagos aos senadores. É vergonhoso para o País, quando colunistas postam fotos e comentários sobre este evento e, por outro lado vemos um Brasil mergulhado na podridão da corrupção e do crime organizado, da miséria e do descaso com a segurança pública e saúde. Sabemos que seria utópico querer justificar a pobreza do País em cima de um evento particular, mas sinto-me pobre como brasileiro, que vê seu país mergulhado na lama de Minas Gerias, nas águas das enchentes, no escárnio da saúde publica, nas inúmeras cirurgias plásticas realizadas por Dilma, pelos bilhões surrupiados por Lula. Sinto-me enojado por viver num País que não possui um presídio que possa abrigar este tipo de pessoas num corredor de extermínio, para servir de exemplo a outros que acham mais fácil viver surrupiando do que trabalhando. NOJO, NOJO, NOJO........

    ResponderExcluir